Jornal Sanches
Pesquisa

Restauração da Independência
Por Antonieta Salgueiro (Professora), em 2018/11/30188 leram | 0 comentários | 22 gostam
No dia 1 de dezembro comemoramos a restauração da independência depois de 60 anos de domínio filipino.
Nesta data, Portugal restabeleceu a autonomia e pôs fim à União Ibérica.
Entre 1580 e 1640, os reis Filipes de Espanha governaram o nosso país. Depois de uma fase inicial em que a economia melhorou e a identidade nacional foi respeitada por Filipe I, neto do rei D. Manuel I e filho da bela princesa Isabel de Portugal e de Carlos I de Espanha, tudo se alterou. Espanha entrou num período de instabilidade ao envolver-se em guerras com a França, a Holanda e a Inglaterra. Governado por um rei espanhol, Portugal viu-se envolvido nessas guerras que não eram suas, perdendo vidas, navios, terras do seu império, lucros comerciais… A economia e política exigiram aumentos de impostos e o descontentamento cresceu até à sublevação. Motins e revoltas foram frequentes e, numa insubmissão latente, toda a sociedade queria libertar-se. Em segredo foi preparada a conjura do 1º de dezembro de 1640 e escolhido o novo rei português, o Duque de Bragança, D. João IV, e tudo se conjugou para que a Restauração se fizesse.


Comentários

Escreva o seu Comentário